sexta-feira, 6 de abril de 2012

Monstros Como Personagens

Kobold_Bard_by_D_MAC A respeito de minha postagem de ontem, sinto que uma colocação é necessária.

Eu pessoalmente não costumo impedir que jogadores joguem com monstros, mas deixo claro a eles de que o mundo não foi feito para os monstros e de que se optarem por isso terão uma vida difícil.

Se mesmo assim o jogador ainda quiser jogar com um monstro ao invés de uma das raças normais, ótimo. Ele está devidamente avisado, e tocamos o jogo.

O jogador não deve esperar ser tratado com respeito, educação, ou igualdade por ninguém na campanha. Nem mesmo pelos outros personagens de jogadores. E deve estar preparado para animosidades gratuitas por parte de muitos NPCs.

Mesmo assim, está livre para jogar com sua personagem. Afinal, algumas vezes o jogador realmente está disposto a enfrentar as dificuldades de interpretar uma personagem que realmente não é bem aceita pela sociedade, e isso pode até mesmo tornar-se divertido.

5 comentários:

  1. Concordo plenamente. Um personagem monstro gera vários pontos de conflito na trama que podem dar boas histórias.
    O que não pode é o mestre ficar de má vontade e criando obstáculos só porque não queria que o jogador usasse um monstro. Tem que ter toda essa hostilidade por parte da sociedade, mas tem que ter o merecido respeito após provar para os NPCs que ele realmente é um aventureiro de boa índole.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade Alexandre, dificilmente um monstro terá qualquer tipo de reconhecimento por parte da sociedade, não importe o quanto ele prove.

      Ele pode até conseguir o respeito de um ou outro NPC específico, mas no geral continuará sempre sendo um pária.

      Excluir
    2. Sim, tem razão.
      A "sociedade" que eu pensava no momento do comentário era de uma sociedade em que o monstro estava no momento, uma cidade ou vila. Caso um kobold ajude uma vila (e continue se mostrando um herói, claro), por exemplo, ele provavelmente ganharia algum prestigio ali mas qualquer forasteiro desavisado o trataria mal e também caso ele saísse das proximidades também seria atacado por quase qualquer um que cruzasse o caminho dele.
      Afinal, um monstro é um monstro e todos temem e hostilizam eles.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Na minha campanha, um dos jogadores é um fremlin, o que gera vários momentos de diversão e tensão. Faço questão dele ser visto na sociedade como um monstro ou um lacaio. Como ele é um monstro, "praticamente inofensivo" ele sofre mais com hostilidades dq com o medo.

    Os outros jogadores, sacanas, fazem questão de interpretar o fato. O jogador, consegue oscilar entre o servilismo e a desobediência.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...